sábado, 11 de dezembro de 2010

FC Porto 4 x Juventude Èvora 0 - Taça de Portugal - 2010/2011 - 8avos final

Imagem retirada de MaisFutebol

Não vi a primeira parte do jogo. Ia acompanhando pelo telemóvel a evolução do marcador, mas não sabia quem estava a jogar e se estavam a jogar bem. Aos 39 minutos, uma boa nova: Moutinho quebrava o enguiço. O primeiro golo pelo Porto. Falcão dava também continuidade ao bom momento, acrescentado mais um golo à sua já grande lista de golos marcados pela equipa.

Já dentro do carro, a caminho de porto seguro onde ver o jogo com gente amiga, ia ouvindo louvores ao James Rodriguez, que aparentemente esteve bastante activo durante a partida. Já é a segunda vez que a parte em que James se exibe a bom plano, eu não estou a ver. Portanto, ou eu tenho muito azar, ou alguém anda a empolar as coisas. Salvo seja!

Não cheguei a tempo de ver o início da segunda parte. Só comecei a ver a partir dos 55 minutos. Vi dois golos, um Walter que continua lento, um Ukra a mostrar mais do que até agora e um Castro a querer mostrar serviço. Vi um cabeceamente de James Rodriguez, que me pareceu demasiado deambulante pelo campo. Se era essa a ordem de Villas-Boas, nada a dizer. Caso contrário, é preciso ensinar táctica ao rapaz.
Imagem retirada de MaisFutebol

Moutinho continua a ser o dínamo do meio-campo. E Guarin mostra-se cada vez mais uma alternativa credível a Fernando. Micael pareceu-me demasiado esforçado, tentou demais, falhou de mais. A meu ver, claro.

Na defesa, saúda-se o regresso de Álvaro Pereira e em excelente plano. Aliás as laterais estiveram bem. Os centrais também não tiveram grande trabalho, e Kieszek também teve uma tarde sem problemas.



24 jogos, 21 vitórias, 3 empates

Siga para bingo!

1 comentário:

  1. Bom dia,

    Quando apesar do adversário ser de escalão inferior e com menos argumentos, se encara o jogo com seriedade e profissionalismo, o jogo torna-se fácil, os golos surgem naturalmente, e sem ser brilhantes, consegue-se vencer. Foi isso que aconteceu ontem no Dragão.

    O FC Porto foi uma equipa séria, que respeitou o seu adversário como frisou o treinador do Juventude "O treinador do Villas-Boas respeitou muito um clube com 92 anos de existência e meteu os famosos todos cá do sítio. Era bom que acontecesse isto uma vez por mês. Os jogadores puderam conviver com craques, fomos procurados pela imprensa, enfim, desfrutámos de tudo isto e foi um prazer. Pisar um palco destes não é para todos"

    Quanto ao jogo, tivemos jogadas de excelente desenho, jogadores com grandes pormenores técnicos.

    Melhor em campo Palito, que veio de uma lesão, galgou quilómetros, marcou um golo e fez uma assistência.

    James fez um excelente jogo, com uma assistência e participando na mais bela jogada do jogo, com um toque mágico de calcanhar, numa triangulação que culminou com o golo de João Moutinho.

    Guarin, Moutinho e Ruben estiveram muito bem no meio campo, com Ruben e Moutinho a entenderem-se muito bem.

    Na defesa nada a apontar.

    Falcao e Hulk sempre bem.

    Walter merece jogar mais, tal como James, Castro e Ukra. São jovens de grande valor.

    Foi bonito no final ver a festa das gentes de Évora com a sua equipa, apesar da derrota.

    Excelente o ambiente de festa no estádio.
    Isto é a beleza do futebol.

    Abraço e bom fim de semana

    Paulo

    http://pronunciadodragao.blogspot.com/

    ResponderEliminar